segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

até de manhã

Como são agradáveis e cheiram bem esses meninos.
Eu aqui engasgado em palavrões entre mais paredes do que quero contar.
Ao dedicar algumas horas de pensamento sincero ao que me cerca
só me resta rezar por um raio ou acidente aéreo
sumariamente fatal.

Afinal, as paixões aguadas, míopes mas com cheiro de morango
e cores fluorescentes serão as donas da história
Esta será escrita nos bares da moda e em casas magnânimas
encravadas em encostas bem protegidas.

Os engasgados e quase-lás que se fodam, afinal o que é que tem eles
de bonito ou interessante pra oferecer?
Se afogando em visões perturbadoras de um amanhã
que vai chegar mais cedo do que gostaríamos de admitir.
Vamos em frente carregados de sorrisos e mentirinhas, até de manhã.

2 comentários:

Laís disse...

Esse teu pessimismo fica tão bem por escrito.

Greice disse...

Blogs de desabafo e exposição de arte. Algo que parece bem comum entre meu amigos(é isso ai amigos).
Devaneios...
Acho que é por isso que uma amiga minha tem o apelido de noites em devaneios.
Deu até vontade de ler e rabiscar algo.